Tradução | Interpretação | Locução

O tradutor-intérprete estabelece a comunicação entre duas partes que não falam fluentemente o mesmo idioma, seja em um ambiente informal, como passeios turísticos, ou formal, como reuniões de negócios, congressos e visitas técnicas, por exemplo.

Veja abaixo as diferentes modalidades de interpretação e escolha a mais adequada para o seu contexto.

Uma interpretação de qualidade pode assegurar o sucesso do seu evento.

Neste tipo de interpretação, também conhecida como tradução simultânea, o intérprete traduz a fala do orador em tempo real, apenas alguns segundos após o discurso original, de dentro de uma cabine com isolamento acústico e fones de ouvido. É geralmente utilizada em congressos, palestras, cursos ou reuniões de longa duração e com um grande número de participantes.

Devido à alta complexidade da atividade de interpretação simultânea, em eventos com mais de uma hora de duração, os intérpretes trabalham em dupla, se revezando a cada 30 minutos, aproximadamente. Se a duração do evento se limitar a uma hora, o intérprete poderá trabalhar sozinho.

Para este tipo de interpretação, é necessário o aluguel do equipamento de som especializado (cabine acústica e fones de ouvidos para os participantes). Entre em contato caso precise de indicações de empresas parceiras que forneçam este tipo de equipamento.

Na interpretação consecutiva, o intérprete ouve atentamente e toma notas do discurso do orador durante alguns minutos e, logo em seguida, o traduz para o público. Não requer o uso de equipamentos especializados e é indicada para eventos curtos, já que toma aproximadamente o dobro do tempo de uma interpretação simultânea. Essa é a forma mais antiga de interpretação e também muito complexa, pois exige do intérprete técnicas avançadas de tomada de notas e uma excelente memória de curto prazo.

Neste caso, o intérprete poderá trabalhar sozinho em eventos com até duas horas de duração. Para eventos mais longos, dois intérpretes serão necessários.

Na interpretação sussurrada (ou, do francês, “chuchotage”), assim como na simultânea, o intérprete traduz o discurso original em tempo real, mas sem os equipamentos de som e cabine, sussurrando a tradução para as partes interessadas. É utilizada quando apenas uma ou duas pessoas precisam do serviço de tradução, geralmente em reuniões com poucos participantes.

O orador e os outros participantes falam normalmente, sem pausas, enquanto o intérprete traduz simultaneamente o que está sendo dito ao cliente. Caso o cliente queira fazer alguma intervenção, o intérprete utiliza a interpretação consecutiva para expressar seu discurso ao restante dos participantes.

Neste tipo de interpretação, o intérprete acompanha a pessoa ou delegação estrangeira em visitas, reuniões e outros compromissos, viabilizando a comunicação entre ela e outros grupos de pessoas.

O contato do intérprete com o cliente é maior e mais espontâneo, e o intérprete precisa de total conhecimento da cultura das línguas de partida e de chegada para facilitar a interação do cliente com seus interlocutores em diferentes ambientes. Nesse caso, diversas modalidades de interpretação podem ser utilizadas: simultânea (com a ajuda do equipamento portátil), consecutiva ou até mesmo simultânea sussurrada.